Tati Zaqui diz que sua ousadia incomoda outras mulheres


(Por:NM) Tati disse que sua ousadia incomoda as mulheres: ‘Não me ofendo’.

Leia Mais:

Tati Zaqui é eleita mulher mais sexy do ano

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Referência no funk paulista desde 2014, quando surgiu com o hit “Parara Tim Bum”, a cantora Tatiane Zaqui Ferreira da Silva, mais conhecida uma vez que Tati Zaqui, 25, não esconde o orgulho que sente pela sua trajetória profissional, que tem uma vez que marcas registradas a ousadia e o cabelo azul.

Para Zaqui, que procura reconhecimento profissional supra de tudo, sua personalidade sensual incomoda o público feminino mais do que o normal, principalmente nas redes sociais. “Elas vão lá e me chamam de puta, penosa, dizem que eu nunca vou conseguir me matrimoniar… uma vez que se isso fosse a minha meta de vida. Eu tenho outros objetivos, outros focos”, diz a artista, que gosta de colecionar fotos de biquíni e lingerie.

Quando se trata do machismo e das cantadas que recebe dos homens na internet, a cantora não se importa. “Eu não me ofendo nem me sinto magoada com o que as pessoas falam. Se estou feliz do jeito que estou, pode falar na minha rostro o que for, que nem vou vincular. Vou levantar a cabeça e passar reto.”

Mesmo com as críticas, a artista acredita que sua maturidade a transforma a cada dia. “Sempre falo que quem me conheceu há um ano, hoje não me conhece mais. A gente passa por experiências que vão nos mudando. Eu tive essa mudança radical.”

Em “Surtada”, sua novidade parceria com Dadá Boladão e OIK, lançada no termo de setembro, Zaqui mostra toda sua versatilidade com o estilo brega funk. Já com mais de 50 milhões de visualizações no YouTube, a música e o videoclipe são resultados de muita disposição e libido de fazer a diferença, segundo ela.

“Desde que eu surgi sempre optei por ser dissemelhante de alguma forma. Sempre um pouco mais dançante e agregando outros ritmos”, diz a cantora ao relembrar a sua música “Chuva na Boca”, de 2015, na qual trouxe o funkton -mistura dos ritmos funk e reggaeton.

Escoltar as novas transformações do funk é o único jeito de...

se manter atualizada para Zaqui. “O ritmo se reinventa e aonde eu puder escoltar eu vou. É uma vaga, e se não surfa a gente fica pra trás.”

Com mais novidades à caminho, a funkeira afirma que terá uma novidade música até o final deste ano e já articula novas parcerias. Entre elas está a vontade de Zaqui em gravar com Anitta, 26, que recentemente a ajudou na divulgação da música “Surtada” por meio das redes sociais.

“A gente sempre se seguiu, mas nunca fomos próximas, nunca tivemos uma conversa de amizade ou de trabalho. Fiquei surpresa quando vi ela divulgando a minha música. Não pedi para ela fazer isso. Acho que ela viu que a música era muito boa, viu as meninas fazendo e ela fez perfeitamente, me marcou e eu fiquei muito feliz.” Sobre a possibilidade da parceria, a artista garantiu: “se ela estiver análogo, eu estou cá.”

VIDA AMOROSA

Solteira desde agosto de 2018, quando terminou o relacionamento com o funkeiro MC Kauan, Tati Zaqui afirma que não quer saber de compromisso tão cedo. “Estou 100% solteira e quero continuar assim. Fico, fico, mas não me apego de jeito nenhum. Tenho até temor de permanecer com as pessoas.”

No Carnaval deste ano, Zaqui foi vista com o jogador de futebol Neymar Jr., 27, e, na idade, não quis assumir o envolvimento para não ser criticada pela mídia. “A gente ficou. Eu estava solteira e ele também. ‘Foi bom’. Eu só não falei no momento porque ele estava no Brasil e tudo que ele fazia virava notícia. Neguei que fiquei para não falarem que eu queria nomeada em cima dele. Quero brotar por préstimo meu e do meu trabalho.”

Sem problemas ao manifestar que é acostumada com cantadas de anônimos nas redes sociais, a cantora diz se incomodar com o assédio dos famosos. “Quando vem qualquer rostro famoso, ou verificado, querendo me encontrar, achando que é fácil. Fico puta com isso. Acham que só por serem ‘famosos’, eu vou transpor.”

 

Nascente: noticiasaominuto.com.br





Nascente Notícia -> :Fonte Notícia



Mude para versão para dispositivos móveis deste site