Emmy 2015: Game Of Thrones “frustra” Mad Men e bate recorde na premiação

A 67ª edição da premiação Emmy – dedicada às melhores produções da indústria televisiva – consagrou a série da HBO Game Of Thrones. Além de lucrar o principal prêmio da noite – Melhor Série Dramática –, a produção bateu o recorde de maior número de prêmios em uma mesma edição para uma única série: foram 12 de 24 indicações. A principal concorrente – e uma das favoritas da noite – Mad Men, que chegou ao término nascente ano, levou somente a honraria de Melhor Ator em Série Dramática, para Jon Hamm.

Game of Thrones: elegemos os 13 melhores episódios da série (até a quinta temporada).

Entre as comédias, o destaque foi para Veep – outra série da HBO –, que acabou com uma certa preponderância de Modern Family, uma das grandes vencedoras do pretérito. A sátira política levou quatro prêmios na noite deste domingo, 20, incluindo o de Melhor Série de Comédia. Enquanto isso, a minissérie Olive Kitteridge ganhou quase tudo que disputou, totalizando seis prêmios – entre eles, o de Melhor Minissérie.

S apresentador Andy Samberg (divulgado principalmente pelo trabalho no Saturday Night Live) deu início à cerimônia – que aconteceu levante domingo, 20, no Microsoft Theatre, em Los Angeles, nos Estados Unidos – fazendo piada com um pouco de tudo e acertando ao lastrar comentários leves e tiradas mais ácidas.

Veja dez figurinos de destaque em séries.

Antes de dar sequência à cerimônia, Samberg ainda satirizou a flutuação nas premiações. “S tema levante ano é variedade”, disse. “Este é o Emmy mais diversificado da história. Parabéns, Hollywood, vocês acabaram com o racismo – mas não confiram os dados relacionados a isso”. Depois de invocar o candidato à presidência dos Estados Unidos Donald Trump de racista, o apresentador também fez uma sátira pesada à tão criticada segunda temporada de True Detective. “Neste ano de despedidas [de séries], nos despedimos também de True Detective, ainda que a série continue no ar.”

Entre favoritas e estreantes, preparamos uma lista com o que a TV terá até o término deste ano.

“Vamos estrear com comédia”, disse Samberg. S primeiro prêmio da noite foi para Allison Janney – foi o sétimo Emmy dela –, entregue por Amy Schumer e Amy Poehler, pelo trabalho porquê atriz coadjuvante em Mom. Ao receber a honraria, ela comentou: “Esperamos que haja esperança para quem tem problema de sujeição”. Com a vitória, Allison se igualou a Ed Asner em termos de quantidade de prêmios Emmy em categorias de atuação.

Pelo incidente “Election Night”, Veep faturou o primeiro de quatro prêmios na noite: Melhor Roteiro Série de Comédia, para Simon Blackwell, Armando Ianucci e Tony Roche. Logo em seguida, o hilário Ricky Gervais – fazendo uma espécie de autossabotagem – entregaria mais um Emmy à sátira política, o de Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia, para Tony Hale, que faz papel de assistente da presidente dos Estados Unidos na trama.

Lembre os vencedores e porquê foi a cerimônia do Emmy 2014.

“Não são exclusivamente bons no que fazem, mas também são boas pessoas”, disse Hale, falando da equipe com quem trabalhou na série. “No término das contas, isso é o que importa”. Veep ainda ganhou o Emmy de Melhor Atriz Em Série de Comédia, pela quarta vez seguida, com Julia Louis-Dreyfus. “Que grande honra deve ser para vocês me honrar hoje à noite”, brincou ela, dizendo que a frase foi retirada da série na qual é protagonista, e depois corrigindo: “Ops, Donald Trump disse isso.”

Se Modern Family não levou zero na noite deste domingo, 20, quem rivalizou com Veep nos prêmios de comédia foi Transparent. A série, que teve início em 2014, ganhou os prêmios de Melhor Direção de Série de Comédia – Jill Soloway por “Best New Girl” – e Melhor Ator Em Série de Comédia, para Jeffrey Tambor. Ao entregar o prêmio a Tambor, Jimmy Kimmel comeu o papel com o resultado da categoria e, em seguida, o ator repetiu a atitude de Jill e fez um exposição devotado à comunidade trans. “Obrigado por nos deixar fazer secção dessa mudança”, disse, de forma tocante.

Galeria: os grandes vencedores da história do Emmy.

Nos prêmios periféricos, a versão setentrião-americana do The Voice ganhou porquê Melhor Reality Show pela segunda vez e o queridinho do momento Inside Amy Schumer faturou porquê Melhor Programa de Esquete e Variedades.

Na disputa entre Jon Stewart e David Letterman, porquê os dois apresentadores que estão deixando a TV nascente ano, Stewart se deu melhor. Seu The Daily Show ganhou o Emmy de Melhor Série de Variedades e depois de Melhor Talk Show e Variedades e Melhor Direção em Série de Variedades (Chuck S’Neil por “Show 20103”). “Fiquei fora da TV por umas sete semanas e esse é o primeiro ovação que eu ouço”, brincou ele, comparando a vida de antes a que leva agora, de “pessoa normal”.

Mad Men: os dez melhores personagens da série.

Uma das sensações da noite foi a minissérie Olive Kitteridge. Nas categorias que englobam minisséries e filmes para a TV, Olive Kitteridge só perdeu um prêmio, o de Melhor Atriz Coadjuvante de Minissérie Ou Filme Para TV, oferecido a Regina King (American Crime).

No totalidade, foram seis honrarias para Olive Kitteridge. A primeira, de Melhor Roteiro em Minissérie ou Filme Feito para a TV, foi entregue a Jamie Anderson depois John Oliver trebelhar que “toda a série é feita por um tempo restringido”, portanto, “esta nem é uma categoria”. Com um curtíssimo exposição de gratulação, Frances McDormand ganhou de Rob Lowe e Kerry Washington o Emmy de Melhor Atriz de Minissérie Ou Filme Para TV.

“Lista de desejos” de Mad Men revela ideias de instituidor para o término da série

Bill Murray ganhou porquê Melhor Ator Coadjuvante de Minissérie Ou Filme Para TV, mas não esteve presente para receber. Enquanto isso, Richard Jenkins – o Melhor Ator de Minissérie ou Filme Para TV – ficou muito feliz em lucrar a estatueta de uma discreta e direta Lady Gaga. “Às mulheres que fizeram Oliver”, dedicou ele. S “festival” de Olive Kitteridge acabou com a vitória do mais importante prêmio da categoria: Melhor Minissérie.

Em meio às entregas dos prêmios, Andy Samberg ainda brincou com uma das cenas recentes mais marcantes de Girls, fez uma paródia do final de Mad Men – o que gerou uma série de reclamações na internet por desculpa de spoilers, fez piada com o aniversariante George R. R. Martin (responsável dos livros que inspiraram Game Of Thrones) e pregou uma peça na HBO. Citando uma fala do CEO do ducto – que diz descobrir que o compartilhamento de senhas para o serviço de streaming da empresa não seja um problema –, Samberg forneceu uma combinação de “usuário e senha” válida para todos os telespectadores do Emmy 2015.

Emmy 2015: Foo Fighters fatura dois prêmios técnicos com a série documental Sonic Highways.

A secção final do Emmy deste ano foi dedicada às produções de drama. Havia muita expectativa acerca de Mad Men, que teve a última temporada exibida leste ano. A série, entretanto, ganhou exclusivamente o Emmy de Melhor Ator Em Série Dramática, para o protagonista – e predilecto à categoria – Jon Hamm. “P incrível e impossível para mim estar cá”, disse ele, de maneira extremamente polida. Samberg depois brincou: “Estava torcendo por [Kyle] Chandler”, citando o ator de Bloodline, possivelmente o menos cotado para lucrar a categoria.

Uzo Aduba, a carismática Crazy Eyes de Orange Is the New Black, ganhou novamente porquê Melhor Atriz Coadjuvante, mas leste ano em Série Dramática (houve uma mudança nas regras de letreiro das produções). Ela fez um exposição emocionado que levou secção dos convidados às lágrimas.

Outra atriz negra a lucrar um prêmio de Melhor Atriz – em série dramática – foi Viola Davis, principal nome de How to Get Away With Murder. Ela, entretanto, levou o público às lágrimas de forma dissemelhante, falando das dificuldades enfrentadas pelas atrizes negras para conseguir trabalhar em Hollywood. Em tom contundente e poderoso, ela declarou que para essas atrizes conseguirem lucrar o Emmy, é preciso que sejam escritos papéis para elas. Viola ganhou o primeiro Emmy logo na primeira indicação.

S incidente final da quinta – e mais recente – temporada de Game Of Thrones, “Mother’s Mercy”, deu dois prêmios à série da HBO: Melhor Roteiro em Série Dramática, para David Benioff e M.B. Weiss, e Melhor Direção em Série Dramática, para David Nutter. Surpreso, Peter Dinklage ganhou das mãos de Viola Davis a honraria de Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática, batendo Michael Kelly, de House Of Cards, e Jonathan Banks, de Better Call Saul, entre outros.

“Estava mascando um chiclete”, disse o tradutor de Tyrion Lannister em Game Of Thrones, revelando toda uma descrença na vitória. “Não estava prestes porque os outros atores da categoria são muito bons”. Por término, ele deu crédito à equipe com quem trabalha e saiu rapidamente do palco: “Tenho orgulho em trabalhar com os melhores roteiristas.”

S último prêmio do Emmy 2015, Melhor Série Dramática, foi direto para Game Of Thrones, mas quem roubou a cena foi o entregador da honraria. Tracy Morgan, que sofreu um sério acidente há mais de um ano, e se manteve longínquo dos holofotes por um bom tempo, foi recebido com muitas palmas e começou a falar. “Muito obrigado, muito obrigado, senti muta falta de vocês”, disse. “Ano pretérito Jimmy Kimmel disse no palco: ‘Vemos você novamente cá no ano que vem, Tracy Morgan’.”

“Bem, Jimmy, graças a meus grandes médicos e ao escora da minha família e da minha novidade esposa, estou cá, sustentado pelos meus próprios pés. Deus abençoe todos vocês pelo paixão, orações e pensamos ao longo dos últimos 15 meses”, continuou ele, antes de levar todos às risadas: “Apenas recentemente comecei a me sentir porquê eu mesmo novamente. S que significa alguma coisa porquê: ‘Todas vocês, mulheres, vão permanecer grávidas na sarau depois da premiação’.”

Com o término do Emmy 2015, ficou evidente que Game Of Thrones se consolidou não somente porquê uma das séries mais assistidas de todos os tempos, mas também porquê uma das mais premiadas. A trama da HBO ganhou metade dos prêmios – contando os técnicos – que disputou, além do principal troféu da noite, e ainda bateu o recorde de maior vencedor em um único ano. S resultado impressiona ainda porque Game Of Thrones ainda tem muita lenha para queimar.

Veja os indicados e, em negrito, os vencedores do Emmy 2015

Melhor Série Dramática
Homeland
Orange Is the New Black
Better Call Saul
Downton Abbey
Game Of Thrones
House Of Cards
Mad Men

Melhor Série de Comédia
Silicon Valley
Louie
Modern Family
Veep
Parks and Recreation
Transparent
Unbreakable Kimmy Schmidt

Melhor Ator Em Série Dramática
Kyle Chandler, Bloodline
Jeff Daniels, The Newsroom
Jon Hamm, Mad Men
Bob Odenkirk, Better Call Saul
Liev Schreiber, Ray Donovan
Kevin Spacey, House of Cards

Melhor Atriz Em Série Dramática
Claire Danes, Homeland
Viola Davis, How to Get Away With Murder
Taraji P. Henson, Empire
Tatiana Maslany, Orphan Black
Elisabeth Moss, Mad Men
Robin Wright, House of Cards

Melhor Ator Coadjuvante Em Série Dramática
Jonathan Banks, Better Call Saul
Ben Mendelsohn, Bloodline
Jim Carter, Downton Abbey
Peter Dinklage, Game Of Thrones
Michael Kelly, House Of Cards
Alan Cumming, The Good Wife

Melhor Atriz Coadjuvante Em Série Dramática
Joanne Froggatt, Downton Abbey
Lena Headey, Game Of Thrones
Emilia Clarke, Game Of Thrones
Christina Hendricks, Mad Men
Uzo Aduba, Orange Is the New Black
Christine Baranski, The Good Wife

Melhor Ator Convidado Em Série Dramática
Alan Alda, The Blacklist
Michael O Fox, The Good Wife
O. Murray Abraham, Homeland
Reg E. Cathey, House Of Cards
Beau Bridges, Masters of Sex
Pablo Schreiber, Orange Is the New Black

Melhor Atriz Convidada Em Série Dramática
Diana Rigg, Game of Thrones
Rachel Brosnahan, House Of Cards
Cicely Tyson, How to Get Away With Murder
Allison Janney, Masters Of Sex
Khandi Alexander, Scandal
Margo Martindale, The Americans

Melhor Ator Em Série de Comédia
Anthony Anderson, black-ish
Louis C.K., Louie
Don Cheadle, House Of Lies
Will Forte, Last Man On Earth
Matt LeBlanc, Episodes
William H. Macy, Shameless
Jeffrey Tambor, Transparent

Melhor Atriz Em Série de Comédia
Edie Falco, Nurse Jackie
Lisa Kudrow, The Comeback
Julia Louis-Dreyfus, Veep
Amy Poehler, Parks and Recreation
Amy Schumer, Inside Amy Schumer
Lily Tomlin, Grace and Frankie

Melhor Ator Coadjuvante Em Série de Comédia
Andre Braugher, Brooklyn Nine-Nine
Adam Driver, Girls
Keegan-Michael Key, Key & Peele
Ty Burrell, Modern Family
Tituss Burgess, Unbreakable Kimmy Schmidt
Tony Hale, Veep

Melhor Atriz Coadjuvante Em Série de Comédia
Niecy Nash, Getting On
Julie Bowen, Modern Family
Allison Janney, Mom
Kate McKinnon, Saturday Night Live
Mayim Bialik, The Big Bang Theory
Gaby Hoffmann, Transparent
Jane Krakowski, Unbreakable Kimmy Schmidt
Anna Chlumsky, Veep

Melhor Ator Convidado Em Série de Comédia
Mel Brooks, The Comedians
Paul Giamatti, Inside Amy Schumer
Bill Hader, Saturday Night Live
Louis C.K., Saturday Night Live
Bradley Whitford, Transparent
Jon Hamm, Unbreakable Kimmy Schmidt

Melhor Atriz Convidada Em Série de Comédia
Gaby Hoffmann, Girls
Pamela Adlon, Louie
Elizabeth Banks, Modern Family
Joan Cusack, Shameless
Christine Baranski, The Big Bang Theory
Tina Fey, Unbreakable Kimmy Schmidt

Melhor Reality Show
The Amazing Race
Dancing With the Stars
Project Runway
So You Think You Can Dance
Top Chef
The Voice

Melhor Apresentador de Reality Show
Tom Bergeron, DWTS
Jane Lynch, Hollywood Game Night
Heidi Klum and Tim Gunn, Project Runway
Cat Deeley, SYTYCD
Anthony Bourdain, The Taste

Melhor Série de Variedades
The Colbert Report
The Daily Show
Jimmy Kimmel Live
Late Show With David Letterman
Last Week Tonight
The Tonight Show Starring Jimmy Fallon

Melhor Filme Para TV
Agatha Christie’s Poirot — Curtain: Poirot’s Last Case
Bessie
Grace of Monaco
Hello Ladies: The Movie
Killing Jesus
Nightingale

Melhor Mini-Série
American Crime
American Horror Story: Freak Show
The Honorable Woman
Olive Kitterridge
Wolf Hall

Melhor Ator de Minissérie ou Filme Para TV
Timothy Hutton, American Crime
Ricky Gervais, Derek Special
Adrien Brody, Houdini
David Oyelowo, Nightingale
Richard Jenkins, Olive Kitteridge
Mark Rylance, Wolf Hall

Melhor Atriz de Minissérie Ou Filme Para TV
Felicity Huffman, American Crime
Jessica Lange, American Horror Story: Freak Show
Queen Latifah, Bessie
Maggie Gyllenhaal, The Honorable Woman
Frances McDormand, Olive Kitteridge
Emma Thompson, Sweeney Todd

Melhor Ator Coadjuvante de Minissérie Ou Filme Para TV
Richard Cabral, American Crime
Denis S’Hare, American Horror Story: Freak Show
Finn Wittrock, American Horror Story: Freak Show
Michael Kenneth Williams, Bessie
Bill Murray, Olive Kitteridge
Damian Lewis, Wolf Hall

Melhor Atriz Coadjuvante de Minissérie Ou Filme Para TV
Regina King, American Crime
Sarah Paulson, American Horror Story: Freak Show
Angela Bassett, American Horror Story: Freak Show
Kathy Bates, American Horror Story: Freak Show
Mo’Nique, Bessie
Zoe Kazan, Olive Kitteridge

Melhor Roteiro Série de Comédia
David Crane e Jeffrey Klarik, por “Episode 409” – Episodes
Will Forte por “Alive in Tucson” – The Last Man on Earth
Louis C.K. por “Bobby’s House” – Louie
Alec Berg por “Two Days of the Condor” – Silicon Valley
Jill Soloway por “Pilot” – Transparent
Simon Blackwell, Armando Ianucci e Tony Roche por “Election Night” – Veep

Melhor Direção de Série de Comédia
Phil Lord e Christopher Miller por “Alive in Tucson (Pilot)” – The Last Man on Earth
Louis C.K. por “Sleepover” – Louie
Mike Judge por “Sand Hill Shuffle” – Silicon Valley
Jill Soloway por “Best New Girl” – Transparent
Armando Ianucci por “Testimony” – Veep

Melhor Roteiro em Minissérie ou Filme Feito para a TV
John Ridley, Episode One – American Crime
Dee Rees, Christopher Cleveland, Bettina Gilois e Horton Foote, Bessie
Stephen Merchant, Gene Stupnitsky e Lee Eisenberg, Hello Ladies: The Movie
Hugo Blick, The Honourable Woman
Jamie Anderson, Olive Kitteridge
Peter Straughan, Wolf Hall

Melhor direção em minissérie ou filme feito para a TV
Ryan Murphy, “Monsters Among Us” – American Horror Story: Freak Show
Dee Rees, Bessie
Hugo Blick, The Honourable Woman
Uli Edel, Houdini
Tom Shanland, The Missing
Lisa Cholodenko, Olive Kitteridge
Peter Kosminsky, Wolf Hall

Melhor Programa de Esquete e Variedades
Drunk History
Inside Amy Schumer
Key & Peele
Portlandia
Saturday Night Live

Melhor Talk Show e Variedades
The Colbert Report
The Daily Show with Jon Stewart
Jimmy Kimmel Live!
Last Week Tonight with John Oliver
Tonight Show Starring Jimmy Fallon
Late Show with David Letterman

Melhor Roteiro em Série Dramática
Joshua Brand, “Do Mail Robots Draeam of Electric Sheep?” – The Americans
Gordon Smith, “Five-S” – Better Call Saul
David Benioff e M.B. Weiss, “Mother’s Mercy” – Game Of Thrones
Semi Chellas e Matthew Weiner, “Lost Horizon” – Mad Men
Matthew Weiner, “Person to Person” – Mad Men

Melhor Direção em Série Dramática
Tim Van Patten por “Eldorado”, Boardwalk Empire
David Nutter por “Mother’s Mercy”, Game Of Thrones
Jeremy Podeswa por “Unbowed Unbent Unbroken”, Game Of Thrones
Lesli Lika Glatter por “From A to B and Back Again”, Homeland
Steven Soderbergh por “Method and Madness”, The Knick

Fonte:Rolling Stone Brasil

Grammy 2015: Paul McCartney, Rihanna e Kanye West levam parceria inusitada ao palco da premiação

Paul McCartney, Rihanna e Kanye West se juntaram mais uma vez para divulgar a inusitada parceria, que resultou na faixa “FourFiveSeconds”. Assim como no videoclipe, no Grammy 2015, os três atuaram lado a lado: Rihanna e West comandando os microfones e McCartney tocando um tímido violão.

Grammy 2015: sem Malcolm Young e Phil Rudd, AC/DC abre a premiação tocando “Rock or Bust” e “Highway to Hell”.

A faixa – que, após um “estranhamento” inicial, parece ser devidamente reconhecida – ganhou vida pela primeira vez ao vivo. Com um arranjo muito próximo ao de estúdio, Rihanna se destacou com os vocal firme, mas emocionado. Kanye West não deixou a performance cair, fazendo as entradas pontuais, com a contundência que lhe é comum.

Como se quisesse deixar claro o papel de protagonista, McCartney foi pouco ao microfone (em volume extremamente baixo) e somente balançou a cabeça enquanto cuidava do instrumento acústico. Apesar de ser uma faixa pop otimista, “FourFiveSeconds” foge do protocolo do gênero, sem altas batidas, e anima mesmo com uma tímida percussão.

Grammy 2015: Madonna encarna toureira sensual na performance de “Living for Love”.

Na plateia, Madonna parecia ser a mais animada com a inusitada performance. Na mesma noite de Grammy – que acontece em Los Angeles, neste domingo, 8 –, Kanye West já havia apresentado o single “Only One”, outra parceria dele com Paul McCartney. Fugindo do estereótipo de canções explosivas, West deu tons emotivos à recente faixa, cantando sozinho e em um palco escuro.

O site da Rolling Stone Brasil está acompanhando a 57ª edição do Grammy ao vivo, em Los Angeles, e faz a cobertura completa no site, Twitter, Facebook e Instagram.

Fonte:Rolling Stone Brasil

Globo de Ouro 2015: Boyhood e Fargo se destacam na premiação

Boyhood: Da Infância à Juventude, dirigido por Richard Linklater, foi o grande vencedor do Globo de Ouro 2015. Foram três troféus para o longa que Linklater filmou ao longo de 12 anos, contando uma “história de crescimento”: Melhor Diretor, Melhor Atriz Coadjuvante (Patricia Arquette) e o mais importante de todos: Melhor Filme de Drama. A premiação promovida pela Associação Internacional de Imprensa, que foi realizada na noite neste domingo, 11, em Los Angeles, ainda celebrou várias séries mais novatas (e bastante merecedoras), dando destaque para Fargo, que era líder de indicações, Transparent, do serviço de streaming Amazon, que começa a trilhar o mesmo caminho de sucesso da Netflix, e The Affair.

Relembre os melhores momentos das premiações em 2014..

O filme de Birdman, ainda inédito no Brasil, era o que tinha mais chances de se destacar, tendo sido indicado para sete estatuetas, nas categorias Melhor Filme de Comédia, Melhor Ator de Comédia, Melhor Diretor, Melhor Roteiro , Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Trilha Sonora. Porém, o longa que retrata um ator decadente, marcado por um papel de super-herói, ficou apenas com Melhor Ator (Michael Keaton) e Melhor Roteiro (Alejandro González Inarritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. – Birdman). No mais, o russo Leviatã foi considerado o Melhor Filme Estrangeiro e, em um ano relativamente fraco para as animações, Como Treinar o Seu Dragão 2 foi o destaque do gênero.

As dez estreias cinematográficas mais aguardadas de 2015.

Nas categorias televisivas, a série Fargo, líder de indicações, concorrendo em cinco categorias, acabou comprovando seu favoritismo, vencendo na categoria Melhor Minissérie/Filme feito para TV, sendo que ainda rendeu um prêmio de Melhor Ator a Billy Bob Thornton (curiosamente, Martin Freeman, colega de elenco de Thornton em Fargo, estava competindo com ele). Porém, a série empatou em número de prêmios com The Affair, elogiada série do Showtime que surpreendeu ao levar Melhor Série Dramática e Melhor Atriz de Drama (Ruth Wilson). Ainda no quesito surpresas, outra novata: Gina Rodriguez, protagonista de Jane the Virgin, do canal CW, deixou para trás Lena Dunham (Girls), Julia Louis-Dreyfus (Veep), Edie Falco (Nurse Jackie) e Taylor Schilling (Orange Is the New Black).

Conheça as dez séries mais assistidas nos EUA em 2014.

Mais uma vez apresentada pela dupla de comediantes Amy Poehler e Tina Fey (pela terceira e, elas garantem, última vez), o Globo de Ouro seguiu a mesma linha de piadas dos anos anteriores, no melhor estilo “não mexer em time que está ganhando”. Maneirismos de Hollywood, machismo na indústria, comentários sobre a obsessão pela magreza e pela juventude marcaram o texto da abertura da premiação. Conforme já havia sido indicado em entrevistas antes da cerimônia, se fizeram presentes os dois assuntos mais relevantes do entretenimento, nos últimos tempos: A Entrevista, que foi usado à exaustão (assista nos vídeos abaixo), e as acusações de estupro a Bill Cosby (que arrancaram reações assustadas da plateia). Em termos de humor, sempre pode-se contar com Ricky Gervais. Ele entregou o troféu de Melhor Atriz de Comédia e já começou o discurso tranquilizando de que não estava ali para polemizar. Mas não se despediu antes de caçoar John Travolta e a já famosa gafe que o ator deu ao chamar o nome de Idina Menzel no Oscar 2014.

Whiplash: Em Busca da Perfeição: o lado perseverante e ambicioso do astro do filme, Miles Teller.

A longa e premiada carreira do astro George Clooney, que além de ator e diretor é um líder para causas humanitárias, foi homenageada com o prêmio Cecil B. DeMille, que todo ano celebra o conjunto da obra de um artista. Julianna Margulies (da queridinha da crítica, mas eterna perdedora, The Good Wife, além de colega de Clooney em ER) e Don Cheadle (de House of Lies, atualmente, e colega de Clooney no filme Onze Homens e um Segredo) fizeram uma introdução irregular sobre Clooney, que foi indicado 13 vezes ao Globo de Ouro, tendo vencido como Melhor Ator de Comédia (em 2000) por E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, Melhor Ator Coadjuvante (em 2006) por Syriana e Melhor Ator de Drama (em 2010) por Os Descendentes. Ao subir ao palco, Clooney citou o vazamento de informações da Sony, lembrou Robin Williams e Lauren Bacall, que morreram recentemente, mencionou as manifestações que aconteceram no mundo todo por causa dos atentados que em Paris, esta semana, e se disse orgulhoso de ser marido da advogada Amal Alamuddin – o casamento dos dois foi uma das notícias que mais movimentou a indústria de fofocas de entretenimento nos últimos anos, já que Clooney era considerado o solteiro mais convicto de Hollywood.

Com a força de suas atrizes, Trapaça, de David O. Russell, é o grande vencedor do Globo de Ouro 2014.

Veja alguns vídeos com os melhores momentos do Globo de Ouro 2015.

Abaixo, duas piadas discretas: antes de A Entrevista ser manchete, Margaret Cho interpretava uma norte-coreana em 30 Rock, série de Tina Fey. Aqui, além de haver uma brincadeira com isso, Benedict Cumberbatch relembrou o memorável “photobomb” que ele protagonizou no Globo de Ouro do ano passado, quando o U2 estava sendo clicado.

Veja abaixo a lista completa de indicados e, em negrito, os vencedores.

Melhor Comédia – Filme
Birdman
Caminhos da Floresta
O Grande Hotel Budapeste
Pride
Um Santo Vizinho

Melhor Drama – Filme
Boyhood: da Infância à Juventude
Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
O Jogo da Imitação
Selma
A Teoria de Tudo

Melhor Atriz de Drama – Filme
Jennifer Aniston – Cake
Felicity Jones – A Teoria de Tudo
Julianne Moore – Para Sempre Alice
Rosamund Pike – Garota Exemplar
Reese Witherspoon – Livre

Melhor Atriz de Comédia – Filme
Amy Adams – Grandes Olhos
Emily Blunt – Caminhos da Floresta
Helen Mirren – A 100 Passos de Um Sonho
Julianne Moore – Mapa para as Estrelas
Quvenzhané Wallis – Annie

Melhor Ator de Drama – Filme
Steve Carell – Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
Benedict Cumberbatch – O Jogo da Imitação
Jake Gyllenhaal – O Abutre
David Oyelowo – Selma
Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo

Melhor Ator de Comédia – Filme
Ralph Fiennes – O Grande Hotel Budapeste
Michael Keaton – Birdman
Bill Murray – Um Santo Vizinho
Joaquin Phoenix – Vício Inerente
Christoph Waltz – Grandes Olhos

Melhor Atriz Coadjuvante – Filme
Patricia Arquette – Boyhood: da Infância à Juventude
Jessica Chastain – O Ano Mais Violento
Keira Knightley – O Jogo da Imitação
Emma Stone – Birdman
Meryl Streep – Caminhos da Floresta

Melhor Ator Coadjuvante – Filme
Robert Duvall – O Juiz
Ethan Hawke – Boyhood: da Infância à Juventude
Edward Norton – Birdman
Mark Ruffalo – Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
J.K. Simmons – Whiplash: Em Busca da Perfeição

Melhor Diretor
Alejandro González Iñárritu – Birdman
Wes Anderson – O Grande Hotel Budapeste
Ava DuVernay – Selma
David Fincher – Garota Exemplar
Richard Linklater – Boyhood: da Infância à Juventude

Melhor Roteiro
Wes Anderson – O Grande Hotel Budapeste
Gillian Flynn – Garota Exemplar
Alejandro González Inarritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. – Birdman
Richard Linklater – Boyhood: da Infância à Juventude
Graham Moore – O Jogo da Imitação

Melhor Filme Estrangeiro
Força Maior (Suécia)
Gett: The Trial of Viviane Amsalem (França)
Ida (Polônia)
Leviatã (Rússia)
Tangerines (Estônia)

Melhor Minissérie/Filme feito para TV
Fargo
The Missing
True Detective
The Normal Heart
Olive Kitteridge

Melhor Série de TV de Comédia ou Musical
Girls
Jane the Virgin
Orange Is the New Black
Silicon Valley
Transparent

Melhor Série Dramática
The Affair
Downton Abbey
Game of Thrones
The Good Wife
House of Cards

Melhor Animação – Filme
Operação Big Hero
Festa no Céu
Os Boxtrolls
Como Treinar o Seu Dragão 2
Uma Aventura Lego

Melhor Atriz de Drama – TV
Claire Danes – Homeland
Viola Davis – How to Get Away with Murder
Julianna Margulies – The Good Wife
Ruth Wilson – The Affair
Robin Wright – House of Cards

Melhor Ator de Drama – TV
Clive Owen – The Knick
Liev Schreiber – Ray Donovan
Kevin Spacey – House of Cards
James Spader – The Blacklist
Dominic West – The Affair

Melhor Atriz de Comédia – TV
Lena Dunham – Girls
Edie Falco – Nurse Jackie
Gina Rodriguez – Jane the Virgin
Julia Louis-Dreyfus – Veep
Taylor Schilling – Orange Is the New Black

Melhor Canção Original – Filme
“Big Eyes” – Grandes Olhos (Lana Del Ray)
“Glory” – Selma (John Legend, Common)
“Mercy Is” – Noé (Patty SMith, Lenny kaye)
“Opportunity” – Annie (Sia)
“Yellow Flicker Beat” – Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 (Lorde)

Melhor Trilha – Filme
Alexandre Desplat – O Jogo da Imitação
Jóhan Jóhansson – A Teoria de Tudo
Trent Reznor – Garota Exemplar
Antonio Sanchez – Birdman
Hans Zimmer – Interestelar

Melhor Atriz em Série, Filme para TV ou Minissérie
Maggie Gyllenhaal – The Honorable Woman
Jessica Lange – American Horror Story: Freak Show
Frances McDormand – Olive Kitteridge
Frances O’Connor – The Missing
Allison Tolman – Fargo

Melhor Ator em série, Filme para TV ou Minissérie
Martin Freeman – Fargo
Woody Harrelson – True Detective
Matthew McConaughey – True Detective
Mark Ruffalo – The Normal Heart
Billy Bob Thornton – Fargo

Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Filme para TV ou Minissérie
Uzo Aduba – Orange Is the New Black
Kathy Bates – American Horror Story: Freak Show
Johane Frogat – Downton Abbey
Allison Janney – Mom
Michelle Monaghan – True Detective

Melhor Ator Coadjuvante em série, Filme para TV ou Minissérie
Matt Bomer – The Normal Heart
Alan Cumming – The Good Wife
Colin Hanks – Fargo
Bill Murray – Olive Kitteridge
Jon Voight – Ray Donovan

Fonte:Rolling Stone Brasil

Mude para versão para dispositivos móveis deste site