Nu Óleo, dupla que é a rostro do Rio de Janeiro, te oferece uma “Chuva de Coco” – DJ SOUND


Nu Óleo, dupla que é a rostro do Rio de Janeiro, te oferece uma “Chuva de Coco”

Dupla que mantém viva o boogie brasílico, com fortes doses de brisa carioca, lança o single Chuva de Coco para promover o segundo álbum, que sai ainda em 2022.

O lançamento ainda conta com um remix de Diogo Strausz.

Link para ouvir o lançamento

Nu Óleo está com tudo em 2022, ano de lançamento de seu segundo álbum às vésperas de sua apresentação no Rock in Rio em setembro.

A dupla formada por Fabio Santanna, cria dos baileis black do Rio de Janeiro, e Bernardo Campos, um dos mais celebrados DJs cariocas,  está na traço de frente da quesito da cena boogie brasileira, trazendo na manga a tradição de grandes mestres uma vez que Marcos Valle, Lincoln Olivetti e Sandra de Sá.

Chuva de Coco, disponível nas plataformas a partir do dia 24 de junho, traz todos indispensáveis a um boa música pop de pista de dança, alinhada a elementos modernos, que a permitem visitar os sets de DJs do mundo todo.

Principalmente daqueles que querem temperar sua sarau com um pouco da cidade que une sol, mar, favela e serra em um retrato único.

Na música, o ordinário cativante, a percussão que empurra, a bateria marcada por “claps” e uma letra totalmente boa vaga, fazem com que Chuva de Coco seja uma espécie de novidade Estrelar, de Marcos Valle.

Nu Óleo

Por fim, em seu novo single o Nu Óleo nos convida para descer a praia encontrar a musa de Valle, que está na areia brilhando ao sol.

Domingo é dia… de tomar Chuva de Coco.

O lançamento do selo Cocada Music (e distribuído mundialmente pela alemã Get Do dedo), traz também uma versão remixada pelo produtor Diogo Strausz.

A música ganha um tempero mais eletrônico, perfeito para a subida madrugada.

Nu Óleo

Nu Óleo traz em suas letras o lado mais solar de se levar a vida no Rio de Janeiro: a potente relação com o sol e o mar, a leveza ao mourejar com o dia a dia e o prazer em executar tarefas cotidianas tendo uma vez que tecido de fundo as mais belas paisagens.

Nas batidas, o duo não economiza na ótica do “melhor do Rio”, ao condensar a história da noite carioca em forma de músicas que transpiram dança e sarau.

Mais do que isso, Nu Óleo é verdade. A dupla cresceu experimentando dois movimentos culturais de perto.

Fabio Santanna conheceu a música através dos bailes Black que pipocavam na periferia do Rio desde os anos 1970. Moleque, ouvia e dançava Tim Maia, Lincoln Olivetti, Sandra de Sá, Michael Jackson e outros ícones do boogie dançante que povoavam os cases dos DJs da era.

Bernardo Campos é cria da geração eletrônica responsável por fazer do Rio uma das cenas mais divertidas do país.

Ouviu DJs uma vez que Maurício Lopes, Leo Janeiro e Ricardinho NS, entrou de cabeça na discotecagem e hoje é um dos seletores mais solicitados da cidade.

Nu Óleo – Chuva de Coco

Lançamento: Cocada Music (CM023)

Nu Óleo










Manancial Notícia -> :Fonte Notícia



Mude para versão para dispositivos móveis deste site