Dorival Caymmi tem reeditados em EP cinco fonogramas raros, gravados no início dos anos 1940 | Blog do Mauro Ferreira


♪ A segmento mais expressiva da discografia de Dorival Caymmi (30 de abril de 1908 – 16 de agosto de 2008) reside no registo da Universal Music, companhia fonográfica detentora dos acervos das gravadoras Odeon e Philips.

Mas, existem cinco registros fonográficos feitos pelo cantor, compositor e violonista baiano na gravadora Columbia, entre 1940 e 1941, que chegaram a ser editados em CD – em coletâneas porquê a dedicada a Caymmi em 1994 na série Mestres da MPB – mas que permaneciam oficialmente inéditos nos players digitais.

Esse ineditismo acaba em 30 de abril deste ano de 2021. No dia do 107º natalício de Caymmi, a gravadora Warner Music põe nos aplicativos o EP Dorival Caymmi – Os anos Continental.

Porquê a Warner é dona do montão da Continental, o título do EP força a barra ao sobresair os “anos” do artista na Continental, mas essa gravadora somente relançou em 1943 os cinco fonogramas de Caymmi editados originalmente pela Columbia, entre 1940 e 1941, em discos de 78 rotações por minuto.

Envoltório do EP ‘Dorival Caymmi – Os anos Continental’ — Foto: Divulgação

Dentre esses cinco fonogramas, há os registros originais de três canções praieiras do cancioneiro de Caymmi. Feita em 1940, com seguimento da orquestra regida pelo maestro Radamés Gnattali (1906 – 1981), a gravação de O mar reaparece na íntegra no EP, sendo que, no disco original de 78 RPM, o registro ocupou os dois lados do vinil por limitações de espaço do formato....

Na contramão da opulência orquestral recorrente no mercado fonográfico da quadra, os registros das canções A jangada voltou só e É gulosice morrer no mar foram feitos em 1941 somente com a voz e o violão de Caymmi.

Por termo, o EP Dorival Caymmi – Os anos Continental traz para as plataformas digitais as gravações originais de duas músicas menos conhecidas do repertório de Caymmi.

Balaio grande é parceria de Caymmi com o poeta e compositor pernambucano Osvaldo Santiago (1902 – 1976). Já Essa nega fulô é rara música gravada por Caymmi sem a assinatura do artista. Trata-se de música feita pelo mesmo Osvaldo Santiago sobre poema de Jorge de Lima (1893 – 1953). Ambas foram gravadas em disco com o toque da orquestra de Benedito Lacerda (1903 – 1958).

O EP Dorival Caymmi – Os anos Continental foi idealizado pelo pesquisador músico Renato Vieira.



Manadeira Notícia -> :Fonte Notícia



Mude para versão para dispositivos móveis deste site