Dez álbuns fundamentais dos anos 2010: 10 – Besta fera (Jards Macalé, 2019) | Blog do Mauro Ferreira














– Sisudo ao movimento dos barcos, Jards Macalé se conectou com a mesma turma paulistana que revitalizou o som de Elza Soares no álbum A mulher do término do mundo (2015) e voltou ao mercado fonográfico em grande forma com Besta fera, disco de tom sombrio.

Primeiro álbum de músicas inéditas do artista carioca em 21 anos, Besta fera já nasceu emblemático ao ser lançado em fevereiro, antevendo o apocalipse proposto ao longo de 2019.

Com Macalé no comando do leme, Besta fera provocou a esbraseamento entre a matéria-prima da obra autoral do compositor e a alquimia sonora...

da turma capitaneada por Romulo Fróes (diretor artístico do álbum) com Kiko Dinucci e Thomas Harres, produtores musicais desse disco em que Macalé vislumbrou as trevas entre lampejos de luz. Esse contraste entre sombra e luz é retratado na foto feita por Cafi (1949 – 2019) para a capote do álbum.

Iguaria de Besta fera, a fricção entre o peso e a delicadeza produziu um disco impactante que sobreviverá à dezena na qual chegou já no término, mas ainda a tempo de se impor porquê álbum fundamental dos anos 2010.

Acompanhe a retrospectiva fonográfica dos anos 2010:



Manadeira Notícia -> :Fonte Notícia



Mude para versão para dispositivos móveis deste site