Biquini Cavadão estende tributo a Herbert Vianna com gravação do show ‘Ilustre guerreiro’ | Blog do Mauro Ferreira














♪ Em 2018, a margem carioca Biquini Cavadão homenageou o cantor, compositor e guitarrista Herbert Vianna no álbum Ilustre guerreiro, lançado em 30 de novembro daquele ano, com repertório devotado ao cancioneiro autoral do vocalista da margem Paralamas do Sucesso.

Foi um tributo ao paraninfo artístico e principal incentivador do grupo, ao responsável inclusive pela escolha do nome Biquini Cavadão para a margem formada atualmente por Álvaro Birita, Bruno Gouveia, Carlos Coelho e Miguel Flores da Cunha.

No dia seguinte ao lançamento do disco, em 1º de novembro de 2018, a margem subiu ao palco do Teatro Bradesco, na cidade de São Paulo (SP), para estrear o show fundamentado no disco em que o Biquini Cavadão reciclou as músicas Aonde quer que eu vá (Herbert Vianna e Paulo Sérgio Valle, 2000), Cuide muito do seu paixão (2002), Mensagem de paixão (1984), O paixão não sabe esperar (1998), Se eu não te amasse tanto assim (Herbert Vianna e Paulo Sérgio Valle, 1999), Ska (1984), Só pra te mostrar (1992) e Vital e sua moto (1983).

Feito já na estreia vernáculo do espetáculo Ilustre guerreiro, cuja turnê correria o Brasil a partir de 2019 até ter a rota interrompida pela pandemia do coronavírus em março deste ano de 2020, o registro ao vivo do show gera o 18º álbum da discografia do Biquini Cavadão.

Envoltório do álbum ‘Ilustre guerreiro – Ao vivo’, da margem Biquini Cavadão — Foto: Divulgação

O álbum Ilustre guerreiro – Ao vivo está programado para ser lançado na próxima sexta-feira, 12 de junho, com cobertura que reproduz, em outras cores, a arte do disco original de 2018. O roteiro do show intercala as músicas de Herbert Vianna com sucessos do cancioneiro autoral do próprio Biquini Cavadão.

Porém, o álbum Ilustre guerreiro – Ao vivo vai além do roteiro do show e incorpora outras três músicas de Herbert Vianna, além das oito do repertório original do tributo. Músicas já apresentadas pela margem na temporada de 2019 do programa Versões, do via Bis, o rock Fui eu (1984), a cantiga Caleidoscópio (1987) e a balada Quase um segundo (1988) aparecem no disco ao vivo em gravações feitas pelo Biquini Cavadão em estúdio, no termo de 2019.

Essas gravações foram finalizadas em mansão pelo grupo, já neste ano de 2020, para encorpar o repertório do álbum Ilustre guerreiro – Ao vivo, estendendo a homenagem do Biquini Cavadão a Herbert Vianna.



Manancial Notícia -> :Fonte Notícia



Mude para versão para dispositivos móveis deste site