Benbek lança ‘Consciência’, prog trance em parceria com Monja Coen


O que é essa coisa extraordinária que é a vida?“. As reflexões trazidas por Monja Coen, mestra dos ensinamentos de Buda, foram escolhidas para fazer segmento da música “Consciência“, do produtor músico paulistano Benbek, que acaba de trespassar nas principais plataformas digitais.

A filete, produzida com batidas de trance progressivo e melodias envolventes, nasceu de um sentimento despertado no início da pandemia, e se tornou um projeto maior de conscientização e doação. Metade da renda arrecadada será revertida para a ONG VER (Voluntariado Emílio Ribas – maior instituto de infectologia da América Latina), e o lançamento das ações aconteceu nesta quinta, 10/06, com uma live da Monja Coen, a Dra. Gloria Brunetti (presidenta do VER) e o Benbek, transmitida pelo Instagram do artista.

No início da pandemia percebi as pessoas perdidas. Eu tive depressão em meio a crises de sofreguidão. Foi quando assisti uma palestra da Monja Coen no YouTube (Treinamento da Mente e Opinião da Vida | Monja Coen | Palestra #18 | Zen Budismo) a qual me ajudou muito. Senti que precisava passar aquela mensagem adiante através do que senhoril e sei fazer melhor, música, para ajudar a mudar a verdade de outras pessoas também. Essa é uma das minhas missões cá na terreno“, afirma Daniel Charleaux Xavier, o nome por trás do Benbek.

Posteriormente mais de um ano de produção, construindo arranjos para ensinamentos da budista porquê “temos um obrigação, sem tanta expectativa porque eu acredito que todos nós estamos num processo incessante de transformação“, o artista de música eletrônica entrou em contato com a Monja através de sua equipe e recebeu uma resposta prontamente. Ela não só autorizou o uso de sua voz, porquê adorou a música e embarcou junto na construção de um projeto solidário.

Eu estou muito honrada e feliz que o Benbek usou palavras minhas para fazer uma música maravilhosa. Estamos juntos nessa campanha da consciência solidária `Desperte` para que a vida seja melhor e mais ligeiro para todos nós“, afirma a Monja que soma 2 milhões e meio de seguidores de suas ideias no Instagram.

Agora, Benbek espera que sua música seja um instrumento para as pessoas sentirem o...

que ele sentiu em relação à vida, ao ouvir as palavras de Coen: “‘Não existe um grupo que eu protejo, não existe um grupo que eu acho que seja privilegiado, existe NÓS seres humanos, todos sobrevivendo cá por alguma razão’. Através dessa fala, compreendi que poderia passar o concepção de união; estamos passando pelo mesmo momento, cada um da sua forma. Podemos trespassar dessa pandemia porquê seres humanos melhores. Eu acredito no poder do muito e tenho certeza de que essa é a única maneira das coisas melhorarem“, conta Benbek, que afirma sempre querer fazer segmento de um projeto social. “Sempre gostei de ajudar outras pessoas. No início, eu iria receptar numerário para os exames caros do meu pai, paciente oncológico. Porém ele não pôde esperar o lançamento da música. Logo a Monja sugeriu o nome da VER. Fomos detrás entender melhor porquê funciona a ONG, saber os responsáveis e voluntários e hoje já me sinto segmento dessa família“, conta Benbek.

O despertar da mente humana, é o que há de mais importante neste momento. Quanto mais pessoas despertarem, melhor será a vida na Terreno. Obrigada Benbek, por me selecionar, por me escolher, e que não é a mim, é o pensamento budista, é o pensamento da mente desperta. Estamos juntos! Caminhemos juntos pelo despertar“, Monja Coen.

Ouça agora “Consciência“:





Natividade Notícia -> :Fonte Notícia



Mude para versão para dispositivos móveis deste site